CAROLINE EWACI - TABOÃO DA SERRA - SÃO PAULO

Licenciada em Dança pela Faculdade Paulista de Artes desde 2005. Começou a dançar na oficina cultural Luís Gonzaga, São Miguel, zona leste de São Paulo, em 1994. Aos 11 anos já freqüentava a escola de Balé Copélia como bolsista em aulas de Balé, jazz e sapateado flamenco por 4 . Frequentou a escola de bailado em cursos livres de balé. Aos 16 anos, entrou no Grupo cultural AFRO II  no qual permaneceu por 4 anos, apresentando- se em todo o Brasil. Especializou- se nas danças afro-brasileiras com os mestres Irineu Nogueira, Solange Souza, Marcelo M`dambi, Roberto Mafra, Simone Borges, Álvaro Santos e Firmino Pitanga. Vivenciou essas práticas com Mestres como Clyde Morgan, Augusto Omolu e Augusto Soledade no Eidan-2008 com  Cia Abieié que permaneceu por 3 anos.

 

Em 2003 foi a Guiana Inglesa com o Grupo Okun no Festival internacional de dança Dancer lá Ville em Caiena.Em 2012 fez uma viagem de intercâmbio cultural com a Capulanas Cia de arte negra na qual fez aulas de dança afro moçambicanas com Lucrecia Paco e Paciência. Durante 5 anos foi bailarina e aderecista do grupo OKUN de cultura afro-brasileira. Compôs a  CIA DE ARTE E TAMBORES, cujo foco é a cultura afro maranhense. Atua como arte-educadora há 16  anos em projetos sociais, além de ser professora titular de Artes na rede municipal. Foi RAINHA do AFOXÉ OMO DADA de 2007 a 2010, abrindo o desfile do carnaval oficial, onde funda uma ala – Guardiões do Estandarte - em parceria com Reinaldo Nunes composta somente por bailarinos.

 

Compôs a CIA BATAKERE de pesquisa em danças de matrizes afro e indígenas com foco na criação  contemporânea. Foi  coreógrafa do Dança Movimento Continuo que busca as similaridades entre as danças  do Hip Hop e as danças negras, no qual além do espetáculo Licença, co-escreveu uma publicação intitulado AGÔ, contemplado pelo Programa VAI 2010 e 2011. Atualmente é dançarina no Grupo Umojá e intérprete criadora da CAPULANAS CIA DE ARTE NEGRA desde 2011, onde criaram um espetáculo intitulado Sangoma Saúde às mulheres negras. Após o nascimento de seu filho, se sente na necessidade de dançar com ele e ressignificar o parto; é quando conhece a DANÇA MATERNA na qual se licenciou pra dar aulas na região de Taboão da Serra. Busca em seu trabalho unir a maternidade, a dança e a vida pois é nela que busca inspiração para sua arte.

mande sua mensagem

Para Mães e Bebês de Colo e Engatinhantes

Quintas-feiras, às 14h00

Studio Tok Dance: Avenida Intercontinental, 128

carol.ewaci@dancamaterna.com.br | (11) 98715-9294

Please reload

 

CAROLINE EWACI NA DANÇA MATERNA

Novas professoras da Dança Materna | Outubro 2016

1/1
Please reload

  • Facebook - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

siga sua professora nas redes sociais

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Grey YouTube Icon

Dança Materna 2017.