Senta aqui, você não está sozinha!

09/07/2018

 

Catarina Machado, Professora da Dança Materna no Rio de Janeiro nos bairros da Tijuca e de Del Castilho, Psicóloga e integrante do Coletivo Laços do Puerpério contribuiu recentemente com a produção de um texto sobre o "Casamento após Nascimento dos filhos", vamos refletir?

 

Senta aqui, você não está sozinha, aliás não, vocês não estão sozinhos...

Há um mundo de coisas transbordando, permita uma pausa sincera... 

Quando nasce um filho, ressignificamos todas nossas posições nucleares familiares... Sempre digo que no parto- abruptamente -  entramos  casal, saímos família. Quem era filha e filho, passa a mãe e pai. Aonde era casal, vira mãe e pai. Era duo, fica trio ... Dissocia-se, associa-se;  começa, recomeça; cria, recria;  faz, refaz, troca; cresce, transforma, transborda: muda... Porque a existência de um bebê extrapola nossa própria existência e expande tanto da nossa essência... É visceral, transformador. E nessa transformação existe muito de nós dois...

 

Existe agora hormônios alterados, noites sem dormir, preocupações em excesso, amamentação, choros, dias de cólica, falta de almoços ou banhos, cama compartilhada, pouca paciência, exaustão física e mental, dúvidas, medos, questionamentos... E nesse mundo de vivências e sensações do puerpério não nos reconheço mais como aquele casal que éramos, assim como sei que você não nos reconhece. Mas escuta aqui e entenda.... desejo, paixão, cumplicidade, parceria, amor, disponibilidade, tesão, parceria... Nada disso foi embora, tudo está em transformação... Nós somos sim aquele casal que se permitiu virar família! Escuta, o nosso amor está aqui. Escuta, a soma da minha vida, com a sua vida e de nosso filho faz o sentido para superarmos os novos obstáculos e desafios. Escuta, nos multiplicamos família para entender que a beleza está nos detalhes... 

 

E ainda que a ciência, os estudiosos, os amigos nos provem que  os desafios de família não tem fim, existe uma maravilha diária em transformar nossa casa em lar. Ninguém disse que seria fácil, mas sim, é muito melhor! Nos permitamos acolher um ao outro, somente nós sabemos como é importante a presença um do outro. Que as vivências e os cuidados para a criação de nosso filho sejam sempre o caminho para as vivências e os cuidados de nós mesmos como casal, um eterno novo casal. Que multipliquemos todos os detalhes, por mim, por ti, por nós!

 

 

Texto de Catarina Machado @catarinagmachado para o Coletivo Laços do Puerpério @lacosdopuerperio

 

 

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Please reload

CATEGORIAS

Please reload

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Grey YouTube Icon

Dança Materna 2017.